Tropic of C ganha prêmio de Lançamento do Ano no Daily Front Row Awards 2019
20.03.2019

A quinta edição do Daily Front Row Awards 2019 aconteceu no Beverly Hills Hotel em Los Angeles, Califórnia, no Domingo (17). Homenageando pessoas da industria da moda e entretenimento em sua premiação, o site – The Daily Front Row – também sua edição como revista especial, com os resultados da mesma.

Este ano, Candice foi homenageada ganhando o prêmio de Lançamento do Ano (Launch of the Year) pela sua marca de trajes de banho sustentáveis, a Tropic of C. Na edição especial voltada a premiação, a modelo concedeu uma entrevista onde fala sobre a criação da marca, seus desafios e estilos. Confira traduzido abaixo:

LAUNCH OF THE YEAR

A supermodelo-empreendedora Candice Swanepoel se achou com um sucesso instantâneo em suas mãos quando ela lançou a sua luxuosa, ecologicamente amigável marca de trajes de banho, Tropic of C. Como biquínis sendo vendidos mais rápido do que ela pode faze-los a magnata em ascensão teve que se curvar e aprender a voar para acompanhar as demandas de seu negócio em crescimento.

O que te inspirou a lançar a Tropic of C?

Era um sonho de infância meu. Quando eu tinha 7 anos, eu costumava a pegar as sobras de tecido da minha mãe — ela era professora de aeróbica — e fazer meus próprios pequenos biquínis. Crescendo no sol da África do Sul, eu sempre amei isso. E quando eu entrei na modelagem, eu me tornei meio que “a menina dos biquínis” e durante todos esses anos eu prestei atenção no ajuste e cores e como eles faziam eu me sentir. Foi assim que eu comecei a imaginar a Tropic of C. A coisa mais difícil para mim foi apenas tomar a iniciativa para começar e me sentir confiante de que poderia faze-lo.

O que finalmente te fez ir ao limite?

Eu tenho uma ótima gerente Sul Africana que me ajudou, porque uma das partes mais difíceis é descobrir onde começar. As pessoas acham que é fácil começar um negócio, mas realmente não é. Há todas as coisas legais, a criação da marca… e literalmente todos os nomes estão pegos, até mesmo o meu próprio! Eu fui a milhões de reuniões e algumas nunca acabaram em algo, mas mesmo assim aprendi algo de cada uma delas. Foi durante a minha gravidez que eu pude de verdade focar em fazer acontecer. Daniela (Manfredi, parceira de negócio de Swanepoel e assistente de design da Tropic of C) voou para o Brasil para me conhecer e nos demos bem imediatamente e começamos a falar sobre como a marca poderia ser. Mal posso acreditar que já faz quase um ano.

Isso parece muito rápido

Sim, quero dizer, somos bons nisso. Daniela vem de um passado de trajes de banho, então ela meio que já sabia quais partes nós precisaríamos juntar. Ela é quem vai as fabricas e traz tecidos para eu ver, e nós juntamos tudo. Então você tem todo o back-end dos sites e os ensaios, e essa é a parte que realmente amo — organizar os ensaios e a imagem da marca online e no Instagram.

E você esta baseada em Nova York, certo?

Eu estava tentando manter uma vida na praia em Miami, mas eu precisava estar no escritório regularmente, então estou de volta em Nova York por um tempo. Algumas vezes eu odeio Nova York, mas eu sempre acabo sentindo falta e voltando.

O que você acha que diferencia a Tropic of C de outras marcas de trajes de banho?

Eu coloco muito energia trabalhando nos formatos e tendo certeza que toda a peça é muito especifica e bem feita. Eu me orgulho dos tecidos. Eles não são de usar duas vezes e parecerão horríveis, mas sim são peças que você pode manter temporada após temporada. Eu tenho algo estranho com algumas de minhas roupas; elas estiveram comigo em partes importantes da minha vida e é quase como se elas tivessem uma alma. Eu sou apegada a elas. Elas me levam de volta a momentos especiais em minha vida e eu as uso, com tanto que estejam com boa qualidade. Eu sinto que é isso que a Tropic of C é — é uma marca que você pode contar com para um bom ajuste e boa qualidade. A maioria dos modelos são meio simples, mas a reação das pessoas quando as colocam é diferente.

Quais são alguns dos seus mais populares estilos?

Tem um chamado “Vibe”, que é um crop top com uma parte de baixo de cintura alta, essa vende toda vez. Nós temos o clássico de corda, no qual eu amo usar todo dia. Eu amo usar cores terrosas, e eu gosto de fazer uma história de cores, então tudo aparenta lindo junto.

O quão você deixa os números guiarem suas decisões?

Eu tenho que prestar atenção nos números, mas nós temos um parceiro de negócio que nos ajudou a começar porque nós crescemos quase muito rápido. As vezes tem sido um pouco sufocante, mas esse é um bom problema para se ter. As vezes subestimamos os pedidos e ficamos sem tecido, então planejamos com antecedência e encomendamos quantidades maiores.

Seus tecidos são especiais — muitos tecidos reciclados — então as quantidades devem ser de alguma forma limitadas a começar com.

Exatamente. Houve uma curva da aprendizado para mim, mas isso é bom. Eu realmente gostaria que a marca crescesse e talvez um dia fazer roupas também. Nós veremos!

Por conta da demanda da sua carreira de modelo, quão envolvida você está com a Tropic of C diariamente?

Todo o dia. Graças a Deus pelos programas de internet. Nós temos todos os Dropboxes online, porque eu gosto de assinar em tudo. A equipe esta aprendendo o que eu gosto e qual é o meu estilo, mas há muita comunicação de ida e volta. E sempre que eu tenho tempo livre eu estou aqui [no estúdio]; nós estamos ocupados projetando a próxima coleção.

E onde você está vendendo?

Nós somos “direto ao consumidor”, mas nós também estamos no Goop e Moda Operandi para aumentar a notoriedade da marca. Nós também começamos a fazer pop-ups, então as pessoas podem estar mais próxima da marca. Nós oferecemos coisas como retornos de graça, assim as pessoas podem provar as peças e não ter medo de que talvez elas não funcionem.

Qual é a hora mais ocupada do ano para a marca?

Com trajes de banho, há uma programação anual. Essa é uma das partes que me assusta mais. Quero dizer, eu poderia dizer qualquer coisa e vender quando eu quiser, mas há momentos que as pessoas pensam em férias e certas horas que vendem melhor, como por volta da pausa de primavera ou antes de certos feriados.

Você já ganhou algo antes?

Talvez eu ganhei algo como “Mais Fotogênica” quando eu era criança ou algo do tipo, mas eu nunca ganhei nada que importasse.

Como se sente sendo celebrada desse jeito?

Vem sido muito satisfatório para mim ver as pessoas gostando tanto da marca. Como modelos, nosso trabalho é baseado em como nos parecemos, e é ótimo ser celebrada por isso, mas todas nós somos tão mais do que isso. Eu estou muito feliz por ser reconhecida por algo além do que como aparento. E essa marca é como meu outro bebê. Tenho tanto orgulho disso. Eu lutei tanto pela minha carreira desde muito cedo, tive meus bebês, e comecei esse negócio no meio disso tudo. Vem sido loucos anos, mas o sucesso fez valer a pena toda a luta.

Fonte: Edição especial da Daily Front Row, disponível no site | Tradução e Adaptação: Candice Swanepoel Brasil.